Blog do Órion

Acompanhe o conteúdo do Parque Órion

Combatendo problemas da pandemia, Reuni Challenge Covid-19 desperta empreendedorismo universitário

Alunos de três diferentes instituições de ensino superior reuniram-se à distância para pensar e discutir soluções inovadoras para diminuir efeitos da pandemia

Lançado dois meses atrás, o programa de apoio e reestruturação de pequenos negócios locais para retomada econômica e mitigação dos efeitos da crise causada pela COVID-19, numa parceria entre o Orion Parque Tecnológico e a Prefeitura de Lages , vem repercutindo ações e fomentando o empreendedorismo local.

No último final de semana o Orion articulou um dos grandes projetos desse plano de trabalho: o Reuni Challenge COVID-19. Em três dias, o evento imersivo, totalmente online, contou com 25 universitários, de seis equipes, que foram desafiadas a criar, do zero, uma startup que pensasse soluções para os problemas causados pela pandemia do Sars-CoV-2 , o vírus causador da Covid-19, na região.

A versão Challenge do Reuni – programa de empreendedorismo universitário, que teve a plataforma aberta para toda sociedade cadastrar ideias de novos empreendimentos e negócios já existentes, além dos desafios para combate a COVID-19 – foi um desafio entre seis equipes universitárias da região (três do IFSC-Lages, duas da UNIPLAC e uma da UDESC-CAV).

Vencedores

A vencedora dessa edição especial foi a startup desenvolvida pelo pessoal do CAV, que apresentou a ideia Digital Wellness, que busca solução para facilitar a logística de compras de pessoas do grupo de risco em supermercados.

Estudante de Medicina Veterinária, Bruno Emanuel Barreta liderou a equipe. “Nossa ideia foi entender quais as principais dificuldades no abastecimento de pessoas durante da pandemia. Criamos uma solução que diminua as exposições do grupo de risco ao comércio, bem como reduzir potencialmente as aglomerações em mercados, farmácias”, comentou.

Para ele, a experiência foi extremamente positiva. “Obtive uma experiência muito engrandecedora com o Reuni Challenge. Passar um fim de semana imerso nesse desafio transforma qualquer pessoa. Nesses três dias estávamos competindo contra nós mesmos em ficar deitados no sofá mexendo em uma rede social. Resumindo: debatemos, pivotamos e aprendemos muito”, lembra.

O segundo lugar ficou com a cápsula biodegradável de álcool em gel, que objetiva proporcionar agilidade, segurança e sustentabilidade durante o processo de higienização das mãos, ideia desenvolvida pela equipe representante do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC. Para Kauana Ribeiro, estudante de Processos Químicos e participante do evento, a experiência foi sensacional e seu pensamento sobre empreendedorismo e inovação mudou. “Acredito que daqui pra frente minha insegurança relacionada a esse meio não vai mais ser um empecilho para tirar minhas ideias do papel”, comenta.

Já pensou em uma comunidade virtual para conectar pessoas que estão passando por episódios depressivos e crises de ansiedade devido ao distanciamento social? Essa foi a ideia da equipe representante da Universidade do Planalto Catarinense – Uniplac, que garantiu o terceiro lugar no evento. A proposta é criar uma rede de apoio conectando esse público a ouvintes voluntários, além de disponibilizar atendimento com profissionais especializados.

“Encontrar uma solução para um problema em menos de três dias foi loucura e, claro, nem sempre a solução vai estar perfeita, mas me provou que eu posso empreender também, desmistificou o ‘pré-conceito’ de que eu precisava ter uma ideia perfeita de primeira” conta a estudante de Sistemas de Informação e participante do evento, Eliza Muniz.

O sentimento de Eliza é compartilhado por outros estudantes participantes, que como ela, sentiam-se inseguros para tirar uma ideia do papel. “Sempre gostei da ideia de empreender, inovar e liderar, mas nunca fui persistente o suficiente pra conseguir fazer algo real, sempre me senti insegurança e achava que não conseguiria” conta Kauana. 

Para Raul Capistrano, líder de Programas e Ações do Orion Parque, a ação do Reuni Challenge teve o resultado esperado. “As ideias foram bem interessantes. Todas as equipes passaram pelo ciclo completo para a criação de uma startup: chegaram com uma ideia, passaram pela pesquisa de validação de um problema, hipóteses, refizeram, pivotaram, chegaram na estrutura final. Foi um evento muito positivo, que mostrou que todos os alunos que participaram tiveram capacidade para montar suas startups. Todos mostraram ser multidisciplinares, dedicados, engajados. Por isso, a visão que fica é muito positiva. Eles vão continuar participando de outros eventos do Orion, mantendo essa chama empreendedora mais atiçada, para novas oportunidades”, afirmou.

Vencedor dessa edição, Barreta comentou sobre o sentimento de conquista que o parque tecnológico pode oferecer: “Instituições como o Orion Parque foram e são fundamentais para que qualquer pessoa se sinta amparada para conhecer mais sobre empreendedorismo e inovação”, diz.

Acompanhe as apresentações finais do evento

Com informações: Karoline Kitabayashi (karoline@orionparque.com)

© 2020 - Instituto Órion - Todos os direitos reservados