Blog do Órion

Acompanhe o conteúdo do Parque Órion

23 de janeiro de 2019
Categorias Coworking

O que você ainda não sabe sobre coworking

Coworkings ou escritórios compartilhados são, sem sombra de dúvida, uma das principais revoluções do mundo dos negócios das últimas décadas.

O coworking é uma nova maneira de trabalhar, cujo principal objetivo é criar estrutura corporativa que se preocupe com o desenvolvimento de boas ideias por meio da troca, da comunicação e do uso da tecnologia com outras empresas. Tudo no mesmo ambiente.

Se você é uma pessoa antenada sobre o modo de trabalho de coworking já sabe o básico sobre essa estrutura inovadora.

Com esse artigo vamos trazer algumas novidades que você ainda não sabe sobre o coworking ou trabalho compartilhado. Nos acompanhe.

Origem do conceito de coworking

O conceito de coworking, segundo alguns estudiosos da área dos negócios, nasceu há mais de 20 anos nos Estados Unidos, juntamente com inicio da era da internet e da tecnologia móvel.

O coworking começou com a ideia de diminuir o gasto com infraestrutura e organizar de forma mais flexível os espaços destinados às empresas, facilitando o trabalho dos novos empreendedores.

O espaço compartilhado entre as empresas surge numa tendência de facilitar a criação de novas ideias, tirar do isolamento os funcionários criadores e tornar os escritórios de negócios mais independentes.

Graças à internet, e a possibilidade de se comunicar com qualquer pessoa em qualquer lugar, os coworkings se transformaram numa alternativa para aquelas empresas que cuidam de vários tipos de negócios, como uma forma de intercâmbio de novas ideias.

Aceitação

As primeiras empresas que aceitaram e começaram a trabalhar no modelo coworking foram as empresas de empreendedorismo na web, de tecnologia, indústria criativa e novas mídias.

Por serem empresas que buscam em suas áreas inovações constantemente, tentar trabalhar no formato de coworking seria mais uma forma de inovar no ambiente corporativo afim de compartilhar novos ideias com outras empresas.

O que vemos hoje são as mais diferentes empresas trabalhando no modelo compartilhado.

Em momentos de crises, como as vivenciadas nos últimos anos, o coworking acaba sendo uma forma de economizar despesas com infraestrutura ao mesmo tempo que é uma forma de repercutir inovação em suas áreas.

Quem foi o responsável pelo primeiro coworking?

Brad Neuberg é o nome do jovem americano ao qual imputam a responsabilidade de autoria do primeiro coworking.

O home-office sempre foi um modo de trabalho muito popular nos Estados Unidos, porém as empresas sentiam falta de algo mais dinâmico no dia a dia de trabalho.

Era necessário algo que impulsionasse a produtividade dos empregados ao mesmo tempo que favorecesse a troca de contatos e experiências.

Pensando nisso, Neuberg teve a ideia, em 2005, de hospedar uma empresa cooperativa, sem fins lucrativos, na Spiral Muse, na cidade de São Francisco, na Califórnia.

O espaço onde a empresa ficaria alocada tinha espaço para algumas mesas por dois dias da semana, além de wifi e almoços compartilhados com os outros funcionários da empresa locadora do ambiente.

Existia horário exato para o fechamento e dispensa dos funcionários. E, lógico, as mais variadas novidades dos negócios aconteciam ali.

Após um ano o espaço foi fechado e, atualmente, pertence à Hat Factory.

Quem criou o termo coworking?

A pessoa por trás do termo “coworking” é o designer e escritor americano Bernie De Koven.

Koven chamava de coworking o trabalho realizado de modo corporativo e as reuniões que aconteciam por meio do computador. E isso, aconteceu por volta do ano de 1999, muito antes do Brad Neuberg hospedar a Spiral Muse.

Algumas características dos coworkers

Os coworkers são aqueles que utilizam os espaços de coworking. Na sua maioria, estão na faixa dos 20 a 30 anos, com média de idade de 34 anos. A maioria dos coworkers são do sexo masculino, o que representa dois terços de todos os coworkers.

Cerca de 80% dos coworkers começaram na área após a conclusão de um curso universitário e mais da metade desses trabalhadores são profissionais independentes.

Ainda, segundo uma pesquisa sobre as condições de trabalho dos coworkers nos Estados Unidos, cerca de 35% dos profissionais que estão alocados em escritórios compartilhados são empregados assalariados.

Esperamos que você tenha gostado de conhecer algumas curiosidades sobre o coworking.

Compartilhe esse artigo!

 

© 2019 - Instituto Órion - Todos os direitos reservados